28/08/2015
Sons agudos podem causar convulsões em gatos idosos Sons agudos podem causar convulsões em gatos idosos

Um estudo divulgado no Jornal de Medicina e Cirurgia Felina confirmou o que vinha sendo relatado por muitos donos de gatos nos Estados Unidos e agora está comprovado cientificamente: sons muito agudos podem causar convulsões em gatos mais velhos.

Estes sons geram estímulos elétricos no cérebro que, em felinos predispostos, podem resultar em convulsões. A síndrome foi nomeada como Feline Audiogenic Reflex Seizures (Fars) ou síndrome de Tom e Jerry.

Os donos relataram que seus bichanos apresentavam tremores involuntários, perda de consciência ou ficavam extremamente desatentos a outros estímulos do ambiente ao ouvir estes sons.

O estudo analisou 96 gatos que demonstraram ser suscetíveis a desenvolver a síndrome, e agora especialistas buscam mapear os genes associados a ela.

A síndrome de Tom e Jerry pareceu ter predisposição maior em gatos de 15 anos ou mais, a raça Birman pareceu ser a mais afetada. A notícia boa é que ela pode ser tratada com medicação.

Veja alguns exemplos de sons que afetaram os felinos:

    Bater de taças de vidro;
    Colher de metal batendo em uma tigela de cerâmica;
    Rasgar sacolas de papel ou plástico;
    Bater de teclas do computador;
    Som do clique do mouse;
    Chacoalhar moedas;
    Chacoalhar chaves;
    Deslizar unhas em superfícies ásperas.

Fonte: http://www.petmag.com.br/17805/sons-agudos-causar-convulsoes-gatos/